Novembro Roxo chama atenção para prematuridade

12/11/2020

O Dia Mundial da Prematuridade é celebrado no dia 17 deste mês. A data motivou a criação do Novembro Roxo para atrair o foco para a causa. A cor foi escolhida por conta de dois significados importantes: a sensibilidade e a transformação. O objetivo da campanha é chamar a atenção para a necessidade de reduzir a incidência de casos e diminuir os danos à saúde dos bebês, ocasionados em razão do parto antecipado.

Qualquer nascimento que aconteça depois de 20 semanas de gestação e antes de 37 semanas completas é considerado prematuro. Quanto menor a idade gestacional, mais grave e complexo é o tratamento do recém-nascido na UTI neonatal, que exige, muitas vezes, uma estrutura que não é simples de ser encontrada, principalmente na rede pública.

Segundo relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e da Organização Mundial da Saúde (OMS) de 2018, anualmente em todo o mundo, cerca de 30 milhões de bebês nascem prematuros ou com baixo peso ou adoecem logo nos primeiros dias de vida.

Ainda de acordo com a análise, quase 68% das mortes de recém-nascidos poderiam ser evitadas até 2030 com soluções simples. O documento indica a adoção de estratégias mais inteligentes para salvar vidas, como amamentação exclusiva, o contato corporal entre a mãe/pai e o bebê, medicamentos e equipamentos essenciais. E ainda, acesso a instalações de saúde limpas e bem equipadas, com profissionais qualificados, entre outras medidas.